Jesus no evangelho de Mateus

1. Um evangelho escrito para os judeus

Abrindo o Novo Testamento, encontramos o preciosíssimo Evangelho de Mateus, embora na ordem cronológica não tenha sido o primeiro a ser escrito. É um valioso livro de ensinos sobre a vida de Jesus, o rei e Senhor, que veio implantar o reino de Deus entre os homens. Vale a pena conhecer mais detalhadamente este extraordinário livro.

 

Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro e aos irmãos Tiago e João e os levou, em particular, a um alto monte. E foi transfigurado diante deles; o seu rosto resplandecia como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz. E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. Então, disse Pedro a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, farei aqui três tendas; uma será tua, outra para Moisés, outra para Elias. Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi. Ouvindo-a os discípulos, caíram de bruços, tomados de grande medo. Aproximando-se deles, tocou-lhes Jesus, dizendo: Erguei-vos e não temais!  Então, eles, levantando os olhos, a ninguém viram, senão Jesus. (Mateus 17:1-8)

 

Dirigindo-se aos judeus, Mateus apresenta informações e ensinos por meio de tópicos, que se organizam em sete seções, cada uma encerrando-se por uma afirmação sumária, como se pode ver em:

  • 7.28 Quando Jesus acabou de proferir estas palavras, estavam as multidões maravilhadas da sua doutrina; 7.29 porque ele as ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.
  • 11.1 Ora, tendo acabado Jesus de dar estas instruções a seus doze discípulos, partiu dali a ensinar e a pregar nas cidades deles.
  • 13.53 Tendo Jesus proferido estas parábolas, retirou-se dali.
  • 19.1 E aconteceu que, concluindo Jesus estas palavras, deixou a Galiléia e foi para o território da Judéia, além do Jordão. 19.2 Seguiram-no muitas multidões, e curou-as ali.
  • 26.1 Tendo Jesus acabado todos estes ensinamentos, disse a seus discípulos: 26.2 Sabeis que, daqui a dois dias, celebrar-se-á a Páscoa; e o Filho do Homem será entregue para ser crucificado.
  • 28.18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 28.19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 28.20 ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.

O Evangelho de Mateus parece ter sido preparado particularmente para os judeus cristãos que viviam na Palestina ou proximidades. Os membros da Igreja Primitiva na maioria eram judeus.  Havia, portanto, necessidade de tratar de questões e assuntos que resolvessem suas dúvidas, tais como se Jesus era verdadeiramente descendente de Davi, qual foi sua atitude para com a Lei, se Jesus era de fato o Messias, por que o Reino não havia chegado, etc.

Características

Por causa desse objetivo, Mateus é diferente de Lucas, por exemplo, que escreveu para evangelizar os gregos e pessoas dessa cultura. Tal preocupação já pode ser vista na apresentação de sua origem:

Lucas traça a genealogia de Jesus até Adão, enquanto Mateus traça até Davi e até Abraão, 1: 1. Mateus inicia seu Evangelho pela genealogia de Jesus, filho de Davi, filho de Abraão, passando pelos personagens mais proeminentes no judaísmo, entre eles Davi, o mais importante rei de Israel.

Dificuldades

Não era fácil ser cristão nos primeiros tempos. Os novos convertidos precisavam saber:

  • por que Cristo fora rejeitado por Israel e como enfrentar a perseguição que eles estavam sofrendo por parte de seus próprios patrícios;
  • o que Cristo tinha realizado e por que o Reino não tinha sido estabelecido ainda;
  • como pensar e viver nesse período de espera. Eles precisavam ter segurança concernente ao futuro e ao retorno de Cristo. Jesus tinha dado todas as informações aos seus apóstolos e um deles necessitava colocar isto no papel. Mateus foi guiado pelo Espírito de Deus para fazer isto.

 

Ênfase ao cumprimento das profecias

  • Mateus ocupa-se com a vinda de Jesus Salvador Prometido.
  • Mateus revela grande interesse em relacionar Jesus com as profecias do Antigo Testamento.
  • Existem 129 referências ao AT. Essa ênfase indica que Ele estava escrevendo a leitores para os quais o cumprimento de profecias era importante e significativo.
  • Queria mostrar que Jesus é o Messias e nele se cumpriram as profecias do AT.
  • Quais são as principais seções em que se organizam os temas do evangelho de Mateus?

 

Mateus 17:1-8 = Mateus nos apresenta a Transfiguração de Jesus e os discípulos começam a reconhecer  quem é o verdadeiro Jesus, Filho amado de Deus; e Deus ordena: a ele ouvi.  

Orar com este propósito e perguntar a Deus:

  • O que o Senhor está falando comigo?
  • O que decido fazer hoje para aplicar os princípios de uma vida santa?

 

Ir. Rubens Santos

Prof. Escola Bíblica

 

Fonte:

CARSON, D. A.; MOO, D. J.; MORRIS, L.  Introdução ao novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1997.

MEARS, H. C. Estudo Panorâmico da Bíblia. São Paulo: Editora Vida, 2006.

Revista de Estudos Bíblicos Aleluia
Direitos autorais
Este artigo pode ser reproduzido livremente para fins pessoais, sendo, porém, vedada sua publicação sem autorização formal da Editora Aleluia.

 

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer