A crise da cruz

A rejeição do Rei (Mateus 16:21 a 20:34), medite neste texto. É triste pensar que Cristo veio para o que era seu, e os seus não o receberam (João 1:11). Jesus anuncia que o Reino será tirado dos judeus e dado a outra nação (Mateus 21.43). A declaração ofendeu os guias religiosos, que procuravam matá-lo (Mateus 21.46).

Por que os judeus recusaram o Reino?

Cuide para não cometer o mesmo erro:

Você já pôs Cristo no trono de sua vida?

Tem a paz que tanto anseia?

Já aceitou as condições que Jesus estabeleceu para sua vida?

 

Nem tudo na vida e ministério de Jesus foi fácil.

Os capítulos 13 a 19 falam sobre a rejeição pelos seus concidadãos. 13: 54-58, a ameaça de Herodes através da morte de João Batista.  14: 1-12, e até sobre a dificuldade que os discípulos estavam tendo para aceitar os ensinos de Jesus. 15: 12 e 16: 5-9. Esses fatos indicam tensões que levaram Jesus a declarar a iminência da cruz, e a revelar-se a si próprio, na transfiguração. 17: 1-13. A cruz aparece crescentemente diante de Jesus e torna-se o objetivo imediato de sua carreira terrena, 17: 22, 23.

A revelação do Messias gera conflitos

Quando ocorre a declaração do propósito messiânico, os conflitos aumentam, surgindo frequentes debates com os fariseus, 19: 3-12, com os herodianos e saduceus, 22:15-33.  Por outro lado, Jesus passou a fazer duras denúncias contra os religiosos da época, cap. 23, bem como a anunciar a destruição do templo e a desolação de Jerusalém, presentes no sermão profético, no cap. 24.

Mateus acentua o caráter messiânico da morte de Jesus.

Jesus cita o Antigo Testamento por quatro vezes, aplicando a si as profecias sobre a paixão, 26: 31, 54, 56 e 27:9. Há um destaque à relação entre o que os profetas disseram e o calvário, 27: 35. Ao responder à pergunta de Caifás, aplicou a si mesmo o título de Filho do Homem, 26: 64, que em Daniel era aplicado a um ser celestial, conforme Dn. 7: 13, 14.

Rejeitado o Reino, Jesus muda seus ensinos e começa a falar sobre a Igreja (eclesia – no grego) = “os chamados para fora”.  Agora Cristo começa a construir um novo corpo de pessoas que inclui tanto judeus como gentios Ef 2.14-18

 

A pergunta mais importante da minha vida Mateus 16:13

Quem diz o povo ser o Filho do Homem?

Mas vós, quem dizeis que eu sou? Mateus 16.15

 

A resposta mais importante da minha vida Mateus 16:16

Tú és o Cristo, Filho do Deus vivo.

Daqui por diante Ele revela aos discípulos novas verdades a respeito de seus ensinos, pois estão prontos para reconhecer o verdadeiro Rei e o verdadeiro Cordeiro de Deus.

Quais foram os ritos instituídos por Cristo para os seus seguidores observarem?

Qual o propósito desses sacramentos ordenados por Cristo?


Ir. Rubens Santos

Prof. Escola Bíblica IBG 

Theme by Danetsoft and Danang Probo Sayekti inspired by Maksimer